Related Posts with Thumbnails

Buscando intimidade com o Senhor – Parte IV


Terminamos a reflexão anterior com a seguinte questão: Eu gostaria de buscar a Deus, mas de que maneira posso desenvolver e manter um relacionamento com o Senhor?
No estudo de hoje, tentaremos responder a essa questão e encerraremos essa série de estudos que tiveram origem em uma pregação realizada por mim no mês dos jovens na igreja em que congrego.
Vamos ver alguns princípios contidos na palavra de Deus que nos ajuda a buscá-lo com mais intensidade. E eu gostaria que você guardasse o que nós iremos expor e praticasse, para que você possa crescer a cada dia mais.

1° Deseje a intimidade com Deus.
Você pode dar início a esse desejo quando passar mais tempo na presença de Deus e a medida em que você buscar ter esse tempo com o Senhor mais você desejará “gastar” tempo com Ele. Edificar um relacionamento com Deus toma tempo e esforço, mas é um investimento que apresenta um retorno garantido.
Um exemplo de pessoa que desejava ardentemente por estar próximo de Deus foi o rei Davi. Em toda a sua história vemos que Davi tinha um relacionamento íntimo com Deus e até na hora de dar os conselhos a seu filho Salomão, como podemos ver lá em I. Cr. 28:9 Davi manifestou a vontade de que seu filho permanecesse no caminho anteriormente trilhado por ele, porque Davi conhecia os benefícios advindos de um relacionamento com Deus.
No Sl. 63 (se puder leia-o todo) mostra o desejo do salmista em buscar a face de Deus. Você precisa ter esse mesmo sentimento que Davi nutria por Deus. Eu e você, precisamos almejar a Deus tanto quanto desejamos alimento e água.
Nós devemos pedir para Deus criar em nós esse desejo, já que possuímos uma natureza carnal que dificulta esse processo. E por outro lado, nós devemos ter tempo para Deus, planeje tempo sozinho para ler as escrituras, orar e adorá-lo.



2° Obedeça ao Senhor.
Eu ainda não tenho filhos, mas imagino que o que mais deixa os pais chateados é a desobediência de um filho. É você falar para ele várias e várias vezes a mesma coisa e ter a sensação de que entra em um ouvido e sai pelo outro e o seu filho agir como se você não tivesse falado coisa alguma para ele.
Eu imagino que Deus fique triste quando agimos da mesma forma para com Ele. Entretanto, Deus sempre estende a sua mão quando nós nos arrependemos e voltamos a fazer aquilo que o agrada.
Como lemos anteriormente em I Jo. 5:2-3 diz assim:
Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos.  Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.
Jesus explicou que a obediência aos mandamentos mostra o nosso amor por Ele. Portanto desobedecendo a Deus, abrimos a porta para o inimigo de nossas vidas tentar-nos para desobedecermos em outros pontos até a nossa derrocada final. Lembre-se de Davi, cujo pecado entrou por um simples olhar que o levou a cobiça, depois ao adultério, depois as mentiras e por último ao assassinato de um outro homem. Portanto, nunca ceda um milímetro daquilo que a Palavra está dizendo para você fazer.
E caso você esteja errando em algum ponto de sua vida, peça perdão ao Senhor porque Ele promete: “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça”. (I Jo 1.9)
Mas você só irá obedecer ao teu Deus se você conhecer a sua Palavra. Portanto o nosso terceiro princípio é:



3° Conheça melhor a Deus.

O nosso conhecimento a respeito do Salvador se dá mediante a leitura sistemática da sua Palavra, não existe melhor revelação do que ela. Onde o próprio Deus se fez conhecer ao homem mediante a inspiração de homens escolhidos para essa tarefa.
A prioridade que damos à leitura, estudo e memorização das Escrituras mostra a importância que você dá ao fato de conhecê-lo. Portanto, o conhecimento é a base para um relacionamento profundo.
Hoje muitos casamentos se desfazem porque as pessoas estão queimando algumas etapas e é muito comum ouvirmos: “Ah nos separamos porque ele mudou muito”, será que a pessoa mudou muito ou o outro não se deteve em conhecê-lo melhor. Algumas pessoas mal conhecem a outra e já vão “morar junto”. E aí surgem vários problemas decorrentes dessa falta de conhecimento do outro.
Em um estágio que fiz em uma instituição que atendia as mulheres vítimas de violência doméstica, era comum conversarmos com elas para entendermos a situação e muitas haviam conhecido o sujeito há pouco tempo. Tinham algumas que me diziam ter conhecido a pessoa e com um mês ter ido morar com o cara porque ele parecia ser tão bonzinho e no terceiro mês estavam cheias de hematomas. Quer dizer, aquelas mulheres estavam pagando um alto preço por não conhecerem a pessoa com a qual estavam se relacionando.
Nós também podemos pagar um alto preço por ignorarmos o conhecimento de Deus, porque acabaremos transgredindo os seus mandamentos.



4° Confie em Deus
Deus quer que você aprenda a confiar Nele e a compartilhar suas precoupações e desejos mais profundos. Na realidade Ele já sabe tudo o que você precisa mas Ele quer ouvi-lo de você, como está lá em Fp. 4:6-7.
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.
O seu relacionamento com ele se aprofundará quando disser tudo a ele. Ele o ajudará a lidar com suas preocupações, ajudando na diminuição da ansiedade que você e eu, enquanto seres humanos, geralmente sentimos. E isso fará com que o seu relacionamento ganhe uma nova dimensão.
Com a adoção desses quatro princípios, espero que possamos caminhar na direção do alvo que é o nosso Senhor Jesus, buscando uma comunhão íntima com Ele, porque o mundo necessita de pessoas comprometidas com Deus. E sua maior satisfação será ajudar outras pessoas a encontrar a mesma alegria que você encontrou ao conhecer, amar, obedecer e confiar em Deus.


O que você achou desse estudo? Comente!



Fabiane Agapito.

2 comentários:

1ª Blogagem coletiva: Sinais do fim dos tempos – Prenúncios da volta de Cristo!

Após ser inquietado pelo Espírito Santo de Deus, aqui estou propondo a “1ª Blogagem coletiva: Sinais do fim dos tempos – Prenúncios da volta de Cristo!” que tem como meta mostrar os mais diversos sinais que antecedem a volta de Cristo e que a cada dia se cumprem.

Se você quiser participar, deverá publicar em seu blog um post relacionado ao tema proposto “Sinais do fim dos tempos - Prenúncios da volta de Cristo!” – no próximo dia 30 de Novembro.

As regras para participar e mais detalhes estão no meu blog: Eu sou o mensageiro!

Endereço do blog: http://aureliomcgomes.blogspot.com/

Obrigado e espero que todos participem.

Faça a diferença.

30 de outubro de 2009 15:15  

Pode contar comigo e vamos anunciar ao mundo que Jesus está voltando...

30 de outubro de 2009 15:25  

Postar um comentário